Tolerância zero durante a pandemia: PMO intensifica fiscalização no comércio e vai multar pessoas sem máscara


A Prefeitura de Ourinhos vai intensificar a fiscalização no comércio para coibir estabelecimentos abertos em desacordo com as normas de higiene e de proteção aos clientes e funcionários, e eventos particulares com aglomeração. Também irá aplicar multas aos cidadãos flagrados sem máscara de proteção. O valor da autuação será de 10 Ufesp (cerca de R$ 270). O comércio permanecerá aberto. A decisão foi tomada levando em consideração a estrutura do sistema de saúde, a quantidade de infectados, o número de leitos de internação e de UTI em Ourinhos. A realidade do município é considerada melhor que a da região de Marília, rebaixada para a fase 1 de contenção do Covid-19 com abertura restrita do comércio.

A Prefeitura, em conjunto com as Polícias Civil e Militar, fará a fiscalização e tomará as medidas cabíveis e legais para evitar a propagação do Covid19 em Ourinhos. Festas em chácaras e residências com aglomeração serão coibidas e o proprietário do imóvel será multado. Também serão desestimuladas as aglomerações em áreas públicas como parques e praças. A proteção individual garante a integridade de todos durante a pandemia do novo coronavirus.

As ações foram definidas na tarde de segunda-feira (22) em reunião do Comitê de Segurança e Avaliação formado por representantes de diversas Secretarias Municipais, Polícia Militar, Polícia Civil e Ministério Público. A Secretaria Municipal de Saúde pede que a população se previna usando máscara, lavando as mãos com sabão ou usando álcool gel. No carro, é aconselhado não ligar o ar condicionado e, se estiver acompanhado, mesmo que com um familiar, usar máscara.

COMÉRCIO - A Prefeitura de Ourinhos decidiu manter o comércio aberto com medidas que priorizem a saúde da população e funcionários, como álcool gel na entrada do estabelecimento, restrição ao número de clientes dentro das lojas, ambiente ventilado, entre outras. “Atendendo o que o decreto do Estado já havia colocado sobre os critérios de cada fase, número de leitos e quantidade de infectados, temos respaldo para manter nosso comércio aberto. Vemos muitos empresários respeitando e prevenindo, mas uma parte da população não está cumprindo o mínimo necessário que é o uso da máscara. Vamos intensificar a fiscalização.”

Lucas ainda citou a redução de internados nos últimos dias. O Hospital Covid está com 25% de ocupação, com 13 pessoas internadas. Apenas 20% dos leitos de UTI estão ocupados. Na noite de segunda-feira, 219 pessoas estavam com corona. São 53 dias sem mortes (a cidade registra quatro). “Respeito o Governo do Estado e atitudes adotadas ao combate do Covid-19, principalmente na preservação de vidas. Ourinhos está diferente da região de Marília. Trabalhamos desde o início com ações preventivas, como o Hospital Covid, o primeiro da região. Foi muito criticado, mas hoje vemos a importância para a cura e prevenção. Gostaria de enaltecer o trabalho da equipe de Saúde que tem sido brilhante na conduta. Mais de 200 pessoas já passaram pelo hospital que tem sido fundamental na cura dos pacientes contaminados”, diz Lucas.

DENÚNCIA - A população pode colaborar denunciando estabelecimentos, festas e aglomerações pelo WhatsApp Denúncia 99613-2753 ou 99840-4872.