Ourinhos contra os escorpiões, ações já foram definidas

Share:

Reunião entre o prefeito Lucas Pocay e todo o secretariado realizada na manhã de quinta-feira (22), na Prefeitura de Ourinhos, definiu ações para o programa “Ourinhos em Guerra Contra o Escorpião”, que será lançado nas próximas semanas.

A intenção é esclarecer a população sobre as medidas que podem ser tomadas para evitar o aparecimento do animal peçonhento e as formas de agir ao se deparar com um deles. O Poder Público irá intensificar as ações de combate, inclusive com uma dedetização de controle por toda a cidade.

O Prefeito Lucas Pocay enfatiza que o aparecimento de escorpiões é um problema que está atingindo todo o centro sul do país. “Nós queremos que a população se conscientize e passe adiante as medidas necessárias para evitar o aparecimento dos escorpiões. Manter os quintais limpos, os terrenos roçados e livres de entulho são medidas essenciais. A Prefeitura de Ourinhos está fazendo a parte dela, mas precisa do apoio da população para evitar males maiores”, declara Lucas.

A campanha terá apoio do Núcleo de Controle de Vetores da Secretaria Municipal da Saúde, que está elaborando um plano de enfrentamento aos escorpiões junto com todas as Secretarias Municipais. A intenção é trabalhar em conjunto por meio de palestras educativas e conscientização dos servidores públicos para que sirvam de agentes multiplicadores. O mesmo será feito nas escolas e empresas de Ourinhos. Quanto mais pessoas souberem dos meios de prevenção e combate aos escorpiões, mais efetiva será a campanha.

“Nós orientamos a população a manter os quintais limpos e livres de entulhos. Evitar acumular lixo para não atrair baratas – principal alimento do escorpião – tapar os ralos e vedar a base das portas também são medidas importantes, assim como verificar os calçados e as roupas antes de vestí-los”, orienta Robert da Costa Ribeiro, Agente de Combate a Endemias da Prefeitura de Ourinhos.

Segundo ele, a pessoa que encontrar um escorpião dentro da residência deve tentar matar o animal da forma mais segura possível e entrar em contato com o Núcleo de Controle de Vetores, pelo telefone 3326-9323.