PM Ambiental constata queimada ilegal de grandes proporções na divisa de Óleo e Santa Cruz do Rio Pardo


Nesta quarta-feira, 26 de outubro, policiais militares do 2º Batalhão de Polícia Militar Ambiental, destacados na Base Operacional de Ourinhos, em atendimento à demanda oriunda da constatação de foco de queimada por Satélite de Monitoramento, pelo bairro Niagara, autuaram uma propriedade rural por várias degradações ambientais mediante uso de fogo em cultivo de cana-de-açúcar, atingindo também, área de preservação permanente e árvores nativas em uma área correspondente a 409,611 hectares.
 

Diante dos fatos, os policias militares ambientais lavraram seis Autos de Infração Ambiental, totalizando de R$ 705.582,50, por fazer uso de fogo, sem autorização do órgão competente.
 

O Infrator responderá pelo crime ambiental previsto no artigo 38 da Lei Federal 9605/98, cuja penalidade é de detenção, de um a três anos, ou multa, ou ambas as penas cumulativamente.
 

A Polícia Militar Ambiental orienta que as denúncias sejam feitas através dos telefones 0800-0555-190, 181 (Disque Denúncia), EMERGÊNCIA 190, ou ainda diretamente às unidades da Polícia Militar Ambiental pelos telefones: (14) 3433.7199 – Marília; (14) 3496.5884 – Tupã; (18) 3323.5111 – Assis; (14) 3322.3077 – Ourinhos.