Prefeitura tem investido na reforma de escolas e cobertura de quadras cobertas

Melhorias oferecem mais espaço e qualidade aos alunos, professores e funcionários

A Prefeitura Municipal de Ourinhos, por meio da Secretaria Municipal de Educação, tem investido recursos financeiros para a melhoria da infraestrutura dos edifícios escolares. Muitas ações estão sendo realizadas através do Projeto Escola de Cara Nova, que tem como objetivo a revitalização dos edifícios no que diz respeito ao conforto térmico, acústico, de iluminação, os materiais que serão utilizados, as cores, a segurança, a acessibilidade, entre outros.

 
Várias escolas já foram contempladas com o projeto e, desde dezembro de 2015 outras unidades estão sendo beneficiadas. Entre elas a EMEI Dona Josefina (Vila Nova Sá); Emei Clara Augusta de Noronha (Vila São Francisco); EMEI Itaipava (Jardim Santos Dumont); EMEI Judith Leonis Villas Boas (Vila Margarida); EMEF Pedagogo Paulo Freire (Jardim São Carlos); EMEF Profª Evani Maioral Ribeiro Carneiro (Parque Minas Gerais) e EMEF Prof. Jorge Herkrath (Parque Pacheco Chaves).
 

Segundo a prefeita Belkis Fernandes é importante que a população tenha conhecimento dos investimentos que tem sido feitos na área da educação. “Nosso dever é ofertar além de uma educação de qualidade, a manutenção e melhorias nos edifícios escolares, para que os alunos, professos e funcionários possam aprender e trabalhar motivados num ambiente acolhedor. Por isso, é importante que a população ourinhense tenha conhecimento dos investimentos que estão sendo feitos nesta área em nosso município”.

Além de outros benefícios, as três EMEFs que estão em fase de acabamento final receberam a cobertura das quadras poliesportivas, as quais serão inauguradas em breve.

De acordo com a coordenadora do Projeto “Escola de Cara Nova”, arquiteta e Profª Cláudia Filipini, foram realizadas diversas obras nas unidades de ensino. “Foram feitas a cobertura de quadras, pinturas internas e externas, pintura de lousas, reparos em paredes, pisos e telhados, reforços estruturais, instalações hidráulicas e elétricas, troca e instalação de portas, reposição de vidros, reparos e pintura de calçamento e áreas de passeio, construção de área de serviço, depósito de alimentos e reforma geral da cozinha da EMEI Judith Leonis Villas Boas, entre outros”.
 

Cláudia ressaltou ainda que o processo de revitalização preza pela preservação das características que são peculiares de cada edifício, para que a história de cada um não seja perdida. “Parte-se do pressuposto que o ambiente funcional, adequado, seguro, agradável e acolhedor estimula as crianças, jovens e adultos a preservar e a valorizar o edifício, bem como contribui para o processo de ensino e aprendizagem”.
 

Ainda este ano outras unidades escolares serão revitalizadas através do Projeto “Escola de Cara Nova”.