Câmara Municipal de Ribeirão do Sul é denunciada ao MP por suposta fraude em concurso público

Servidora pública, Maria Helena de Silva Jorge, controladora interna, exercendo cargo de faxineira no Legislativo Ribeirãosulense em desvio de função desde que o novo presidente assumiu a atual gestão, inconformada com supostas irregularidades na licitação pública para realização de concurso prevendo a contratação de pessoal para exercer diversos cargos na Câmara Municipal de Ribeirão do Sul, inclusive na própria licitação para contratação de empresa idônea e competente para realização do certame, onde a contratada DUX CONCURSOS PÚBLICOS, de Santa Cruz do Rio Pardo, possui diversos quesitos que a tornam supostamente inidônea, edital convocatório não afixado em locais visíveis aos interessados e prazos menores que 30 dias, mesa julgadora composta por funcionários comissionados e decisão final imposta por Exame Médico duvidoso entre outros casos, denunciando ao Ministério Público tudo que percebeu ser irregular e onde o Promotor de Justiça deverá se pronunciar breve, ou seja, antes da realização do concurso que, se verificada a veracidade das informações poderá o mesmo ser cancelado.

Leia a representação na íntegra: