Aumento no volume de água do rio Paranapanema ameaça ribeirinhos


Desde setembro, as chuvas sobre a Bacia do Paranapanema estão se traduzindo em aumento da vazão natural do rio Paranapanema, ao longo do qual estão instaladas onze usinas hidrelétricas, oito delas sob a concessão da Duke Energy. Para citar o exemplo mais próximo, o reservatório da usina Chavantes tem recebido volumes de água acima da média histórica. Em novembro, o volume de água que chegou no Paranapanema, nesse reservatório, foi três vezes maior do que a média histórica para este mês, precisamente, um aumento de 314%. Em dezembro, está quase duas vezes maior.

Por essa razão, nos últimos dias a concessionária vem elevando o volume da água liberada pelos vertedouros, de modo a “soltar”, de forma gradual, este volume adicional. Hoje (29), em função das chuvas mais intensas desta semana, a usina está praticando uma vazão de 1.693 m³ por segundo, contra 751 m³ por segundo no último dia 27. Estes valores podem variar em função da ocorrência ou não de chuvas.

Segundo a Duke Energy este é um procedimento normal de operação das usinas, em especial em épocas de chuvas e quando ocorrem vazões em Chavantes acima de 1000 m³ por segundo, sempre é bom reforçar a necessidade de atenção nos pontos próximos às margens do rio. Nesta ocasião, estamos presenciando precipitações mais acentuadas em função do fenômeno El Nino, que está ocorrendo com intensidade acima da média.

O controle de vazão do reservatório é baseado em estudos diários desenvolvidos em conjunto entre a concessionária e o ONS (Operador Nacional do Sistema), entidade responsável pela coordenação das operações em todas as usinas do Brasil..

As barragem do Laranjal que estão com todas as comportas abertas e o volume de água é grande, e em marques dos reis já está quase chegando na pista da BR 153, onde os moradores ribeirinhos já desocuparam a maioria das casas devida a cheia do rio Paranapanema.

A Duke Energy mantém um canal de comunicação para autoridades e comunidade em geral, pelo qual informa os níveis de reservatórios e previsão de vazão praticada pelas usinas sob a sua concessão. Trata-se do TELECHEIA, 0800-770-2428, um serviço 24 horas. A empresa ainda emite boletins diários, via internet, com essas informações, para instituições e pessoas cadastradas.

Fonte: Tabajara Notícias