34ª reunião do Comitê da Bacia Hidrográfica do Médio Paranapanema aconteceu na Usina São Luiz

O presidente da Codasp, Toshio Misato, esteve presente

Aconteceu no último dia 30 de novembro, na Usina São Luiz de Ourinhos, a 34ª reunião plenária do Comitê de Bacia Hidrográfica do Médio Paranapanema (CBH-MP). Por ocasião do Dia Mundial do Solo, comemorado em 5 de dezembro, autoridades políticas, especialistas e representantes do setor sucroenergético aproveitaram a oportunidade para discutir técnicas agrícolas de conservação do solo e também de manejo que facilitem o processo de mecanização da colheita da cana.

Presidida pela prefeita de Palmital, Ismênia Mendes Moraes, que também coordena o Comitê, o encontro teve as presenças do assessor parlamentar Sergio Murilo, porta-voz do secretário Estadual da Agricultura e Abastecimento de São Paulo, Arnaldo Jardim, e do presidente da Companhia de Desenvolvimento Agrícola de São Paulo (Codasp), Toshio Misato.

À convite da UNICA - União da Indústria de Cana-de-Açúcar, dois professores da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo (Esalq/USP), Gerd Sparovek e Alexandre Franco, fizeram uma palestra intitulada “Novas Instruções de Conservação do Solo para o Estado de São Paulo”, trabalho coordenado pela pesquisadora do Instituto Agronômico de Campinas (IAC), Isabela C. De Maria.

Além de apresentações e debates, o evento, organizado pela Usina São Luís em parceria com a prefeitura de Canitar, contou em sua abertura com uma exibição da banda musical do Centro Cultural Irmãos Quagliato. O projeto de inclusão social, desenvolvido há nove anos por meio do Programa de Ação Cultural (ProAC), é mantido pela própria Usina Luiz, com incentivo da lei Rouanet e o apoio da Copersucar.

O Encontro também comemorou os 20 anos do Comitê de Bacia Hidrográfica do Médio Paranapanema do Estado de São Paulo, cujo o objetivo principal é gerenciar os recursos hídricos na região, em padrões de quantidade e qualidade adequados aos seus múltiplos usos. O comitê, com sede na cidade de Marília (SP), abrange uma área de drenagem de 16.749 quilômetros quadrados composta por 27 municípios paulistas.

Fonte: Única