Projeto de Lei dará apoio a mulheres com depressão em Ourinhos

Share:


Com o intuito de oferecer uma alternativa de superação às mulheres que sofrem de depressão, a vereadora Raquel Spada (PTC) apresentou o Projeto de Lei nº30/18, que cria o “Projeto Voluntário Mulheres Anônimas Depressivas – MADE”. A proposta foi aprovada por unanimidade pela Câmara Municipal, durante a 31ª Sessão Ordinária, realizada no dia 17.

O MADE contará com o apoio de profissionais voluntários da saúde como psicólogos, psiquiatras, terapeutas ocupacionais, educadores físicos, entre outros. “Agradeço meus colegas vereadores pelo apoio. Estamos em pleno Setembro Amarelo, que é o período de intensas campanhas de esclarecimento sobre suicídio. Infelizmente, no Brasil acontece um suicídio a cada 45 minutos e é uma das principais causas de morte entre crianças e jovens. Temos que falar sobre o assunto, mas principalmente agir e dar apoio a quem sofre com a depressão”, disse Raquel.

A vereadora contou que criou o projeto depois de receber em seu gabinete inúmeras mulheres que precisavam de apoio. “Levei a ideia para algumas pessoas e tive total apoio. Tanto é que já começamos as reuniões e já temos duas psicólogas voluntárias”.

O MADE tem como meta: tratar preventivamente da depressão de mulheres, decorrentes de violência doméstica e familiar; proporcionar tratamento através da realização de consultas e atividades ocupacionais em grupo; promover o resgate de mulheres com quadro de depressão profunda; apoiar os familiares na luta contra a depressão das vítimas e conscientizar a população de que a depressão é uma doença séria, que pode ocasionar, até mesmo, o suicídio.

“Muitas vezes as pessoas precisam de uma mão estendida, de um abraço, de alguém que possam conversar. Estamos resgatando vidas, muitas vezes os próprios familiares não percebem que a pessoa está precisando de ajuda. Acredito que de todos os projetos que já propus aqui na Câmara, esse é o que mais está trazendo alegria ao meu coração”, destacou Raquel.

As reuniões do MADE são quinzenais, às quintas-feiras, 19h30, na rua Belo Horizonte, nº465, Vila Recreio.