Secretaria Estadual de Turismo aprova criação de região turística Angra Doce Paulista

Share:

A Secretaria Estadual de Turismo aprovou na última semana de julho a criação do Angra Doce Paulista, projeto de turismo sustentável multissetorial que permite a mais 14 municípios, entre eles Ourinhos, integrar o Mapa Turístico Brasileiro e, a partir de 2019 solicitar verbas para fomentar o turismo regional.

Os municípios que passaram a fazer parte do projeto são Barão de Antonina, Bernardino de Campos, Canitar, Chavantes, Fartura, Ipaussu, Itaporanga, Itararé, Ourinhos, Piraju, Salto Grande, Santa Cruz do Rio Pardo, São Pedro do Turvo e Timburi.

“É motivo de comemoração, pois estamos seguindo o caminho certo. O Prefeito Lucas Pocay desde o início da sua gestão tem buscado meios para impulsionar o turismo local e regional e graças ao trabalho em conjunto da equipe técnica que representa a região e também do bom relacionamento com o Estado temos conseguido avançar. Estamos certos de que Ourinhos alçará voos ainda maiores e será um município com reconhecimento turístico e famoso por suas belezas naturais”, fala o chefe de turismo de Ourinhos, Ederson Aparecido Machado.

Segundo a interlocutora técnica da região turística do Estado de São Paulo, Aline Oliveira, os municípios que integram a Região Turística Angra Doce Paulista recebem turistas de todo o Brasil para a prática de esportes aquáticos, como canoagem, rafting, além do trekking, voo livre, paraglider, cavalgadas, caça e pesca.

“Verificamos que somos uma região rica em águas termais, lagos, rios, barragens, cachoeiras e outras fontes, conforme já relatado no projeto de lei 3031/2015. O Estado nos reconheceu e está nos dando apoio e suporte para darmos início as ações para impulsionar o turismo regional, ou seja, nos dá segurança sobre nossas ações”, fala.”, explica

Os municípios que participam da região turística Angra Doce são banhados pelo Rio Paranapanema, onde está localizada a Usina Hidrelétrica de Chavantes com capacidade de armazenamento de 9,4 bilhões de m³. O represamento das águas pela usina deu origem a um grande lago, de singular beleza natural, que conferiu aos municípios do seu entorno o potencial para desenvolvimento nessa região de entretenimento e lazer, com condições de se tornar um importante destino turístico do país.