Pessoas com até 49 anos devem tomar a vacina contra o sarampo

Share:
A Secretaria Municipal de Saúde faz um apelo para a população, em especial aos pais, para que mantenham a carteira de vacinação das crianças em dia. O alerta se deve aos recorrentes casos de sarampo ocorridos em todo o Brasil.

A doença até então erradicada no país, pode registrar um surto, segundo dados do Ministério da Saúde. Entre janeiro e maio de 2018 foram registrados 611 casos na Amazônia, 384 em Rondônia e recentemente dois casos no Rio de Janeiro.

Segundo a Secretária de Saúde, Cássia Palhas, o sarampo é uma doença viral altamente transmissível, tem início com febre acompanhada de coriza, conjuntivite e erupção cutânea que surge de dois a três dias após a febre. “É uma doença grave, pode levar a morte. As aparições mais comuns são em crianças menores de cinco anos, adultos com algum grau de imunossupressão. Durante a gravidez aumenta o risco de parto prematuro, aborto espontâneo e bebês com baixo peso ao nascer”, alerta.

Cássia ressalta que a vacina tríplice viral (SRC) é a medida de prevenção mais segura e eficaz contra o sarampo, protegendo também contra rubéola e caxumba. O calendário estadual de vacinação inclui uma dose da vacina tríplice viral aos 12 meses e uma dose da vacina tetra viral aos 15 meses. Adultos até 49 anos também deverão estar vacinados. “Para receber a vacina basta procurar as unidades de saúde: centro de Saúde I ,UBS Parque Minas Gerais, CAIC, UBS Vila Brasil, Vila São Luiz, Vila Margarida, COHAB, Vila Odilon e UBS Jardim Itamaraty das 09 as 17 horas. Leve a caderneta de vacinação”, lembra Cássia.