Mais de 1.300 pacientes faltaram a consultas médicas nos primeiros 4 meses de 2018 em Ourinhos

Dados da Secretaria Municipal de Saúde revelam que de janeiro a abril deste ano, 1.381 pacientes faltaram em consultas e exames agendados no AME (Ambulatório Médico de Especialidades) e na Santa Casa de Misericórdia de Ourinhos. A ausência sem justificativa provoca prejuízos e aumenta a fila para atendimento na rede pública.

Segundo a Secretaria, ao todo foram agendadas 9.214 consultas e exames em diversas especialidades. O índice de ausência, levado em consideração os quatro primeiros meses do ano, é de 15%. As consultas estavam agendadas para as especialidades de cardiologia, cirurgia geral, dermatologia, ortopedia, proctologia, urologia, mastologia, neurologia, entre outras. Os exames que deixaram de ser realizados vão desde colonoscopia e mamografia, até holter 24h, ECG e espirometria.

A Secretaria Municipal de Saúde, Cássia Palhas, explica o processo de agendamento e a importância de comparecer ou informar com antecedência a falta nos dias de consulta e exames. “As vagas são controladas pelo setor de regulação que distribui para os postos de saúde que, por sua vez, fazem o agendamento tanto de consultas quanto de exames. Quando um paciente falta sem aviso prévio é como se o tempo da consulta fosse perdido, já que poderia ter sido reorganizado para atender um próximo paciente. Por isso, é importante contar também com a colaboração da população neste trabalho para que as vagas sejam disponibilizadas o mais rápido possível para quem necessita de atendimento”, esclarece.