Food Trucks atenderão na praça do Caló

Share:
Após meses de negociação entre a Prefeitura de Ourinhos e os donos de Food Truck ficou definido que a Praça Miguel Mofarrej (Praça do Caló) será exclusiva para o uso dos comerciantes que utilizam traillers para venda de lanches, bebidas e sobremesas. A intenção é fazer da praça, no período noturno, um local movimentado, com espaço para mesas e cadeiras e até shows na Concha Acústica.

O Secretário de Governo, Santiago de Lucas Ângelo, explica que desde que o Prefeito Lucas Pocay assumiu a gestão a regulamentação do trabalho do comércio de Food Truck vem sendo definida por meio do diálogo.  “Nós fizemos uma alteração na lei, porque o nosso código tributário é de 1967 e não previa uma lei direcionada para o pessoal do food truck. Foi criada e aprovada. Vamos regulamentar toda a situação dos ambulantes na nossa cidade”, afirma. 

Santiago ressalta que as mudanças só foram possíveis com diálogo e humildade. “Houve uma época em que esses comerciantes tiveram o ganha-pão retirado, sem respeito. Nós, na gestão do Prefeito Lucas Pocay, queremos fazer diferente. Queremos demonstrar respeito regulamentando a situação deles e diálogo é o melhor para o desenvolvimento da nossa cidade. Acreditamos que este é o caminho para o progresso”, fala.

Junto com os comerciantes, o Secretário de Governo fez na tarde de terça-feira (30), uma visita técnica à praça para discutir melhorias para receber os trailers. Nos próximos dias eles voltam para uma última visita no período noturno para conferir as mudanças. Cada comerciante terá de 5 a 6 metros de espaço para estacionar seu veículo e organizar as cadeiras pelas calçadas. A previsão de início das atividades está programada para o dia 21 de junho. “Aqui pretendemos melhorar a iluminação da praça, fazer a poda dessas árvores, criar pontos de energia, além de manter o trabalho já realizado periodicamente de roçada e limpeza”, conta.

Após o início das atividades dos Food Truck, a intenção é criar agenda de shows para atrair público. “Temos várias ideias do que pode ser feito. Esperamos tornar essa praça conhecida pela presença desses comerciantes, criar um grande fluxo de pessoas, ter a certeza do trabalho regulamentado e poder ajudá-los, dessa forma, a garantindo suas rendas”, diz.