Esporte Inclusivo da PMO é tema de reportagem de emissora de TV


Mais de 200 pessoas participaram do 3° Dia do Esporte Inclusivo realizado no Ginásio Monstrinho, na tarde de segunda-feira (19). O evento promovido pela Prefeitura de Ourinhos, por meio da Secretaria Municipal de Esportes tem como objetivo a integração social. Mais de dez modalidades diferentes foram disputadas por atletas deficientes de Ourinhos e região.

Em sua terceira edição, o evento ganhou grandes proporções e chamou a atenção da mídia. O Dia do Esporte Inclusivo foi pauta de reportagem do programa Revista de Sábado, apresentado pelo repórter Marcos Paiva, da TV TEM de Bauru.

O Dia do Esporte Inclusivo é uma iniciativa do Prefeito Lucas Pocay e reúne alunos de instituições e atletas que possuem deficiência física, intelectual, auditiva e visual, para a prática esportiva e lazer. O encontro teve a participação das APAEs (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) de Ourinhos e região, AADF (Associação de Assistência ao Deficiente Físico) e AJADAVI (Associação Jacarezinhense de Atendimento ao Deficiente Auditivo e ao Deficiente Visual). Os participantes competem em diversas modalidades, como Handebol, Judô, Xadrez, Dama, Tênis de Mesa, Atletismo, prova dos 100 metros, lançamento de peso e dardo, entre outras.

O Secretário Municipal de Esportes, Danilo Ferreira Lima, conta que após o sucesso da terceira edição, a intenção é realizar o evento bimestralmente. “Esta é mais uma iniciativa do Prefeito Lucas Pocay que deu certo. Muitos alunos estão acostumados com o convívio dentro das entidades e dentro de suas casas. Precisamos fazê-los participar mais da sociedade para que eles se sintam valorizados, como um cidadão completo, mesmo com suas limitações. Essa é a verdadeira inclusão social”, fala.

O Secretário conta que a realização do evento já levou jovens deficientes que tiveram destaques no Dia do Esporte Inclusivo, a prática esportiva nas atividades do dia a dia do Ginásio Monstrinho. “Temos já 16 pessoas praticando esporte com a gente. Isso mostra que o evento deu certo em sua proposta”, afirma.

A conselheira da APAE de Ourinhos, Vera Lúcia Ferreira de Lima, diz que o evento, além de proporcionar um momento de diversão para os participantes, também revela futuros talentos do esporte. “Em maio teremos a olimpíadas regional, depois teremos a estadual em Franca. Ou seja, é a partir desse evento que nós observamos as habilidades e talentos para que eles representem nossa cidade lá fora”, diz.

A professora da AADF, Celi Bergman Garcia, fala que o Dia de Inclusão mostra para a sociedade o trabalho desenvolvido pelas entidades. “Estar aqui é fazê-los sentir parte da sociedade. E isso é importante demais. Melhora a qualidade de vida deles e fazem deles pertencentes da sociedade”, garante.

Carlos Gabriel Cardoso de Araújo participa com frequência da atividade. Para ele, poder sair da entidade para estar no Monstrinho junto com outras pessoas, além de divertido, o faz ter vontade de alcançar novos objetivos. “Gosto muito de esporte. Participar deste evento é muito divertido. Pretendo participar de todos. Inclusive por meio dele pretendo praticar bastante esporte para quem sabe ser um futuro talento de Ourinhos”, sugere.