Atuação da Central de Vídeomonitoramento evita invasões


A Central de Videomonitoramento de Ourinhos, órgão ligado a Secretaria Municipal de Segurança Pública, registrou 17 tentativas de invasões a escolas municipais e postos de saúde ao longo dos primeiros 30 dias de funcionamento, entre 8 de outubro e 7 de novembro. Do total de casos, apenas dois registraram danos ao patrimônio público e infratores foram punidos. Mais de 1.200 câmeras foram instaladas em locais públicos de Ourinhos. Todas elas são controladas 24 horas pela empresa parceira Service Security, que montou uma Central de Videomonitoramento no edifício J.J.Carvalho.

O sistema moderno de acompanhamento de imagens permite que o operador emita sinais sonoros ou se comunique com o infrator à distância, inibindo possíveis furtos ou depredações. Em oito dos 17 casos flagrados, a equipe especializada acionou a sirene ou sistema de voz e impediu a invasão. Nos outros foi necessário acionar a Polícia Militar.

Segundo os dados da Secretaria Municipal de Segurança Pública, duas tentativas de invasão foram feitas por menores de idade. O perfil dos invasores revela que eles são jovens, do sexo masculino, entre 13 e 17 anos. O Secretário Coronel Wagner Soares, avalia como positivos os dados do primeiro mês de operação.

"Como resultado operacional podemos avaliar com 100% de êxito. Considerando que todas ocorrências foram resolvidas, tanto na parte preventiva com acionamento dos dispositivos sonoros e luminosos de forma remota, bem como, na atuação presencial nos casos em que os causadores não se evadiram do local", afirma.
Próxima
« Prev Post
Anterior
Next Post »