Guarda Mirim e Prefeitura divulgam nota conjunta

Em reunião na Prefeitura Municipal de Ourinhos nesta terça-feira (26/09), convocada pelo Prefeito Municipal Lucas Pocay, com a presença do Secretário de Governo Silvonei Rodrigues (Esquilo), vereador Sargento Sergio representando a Câmara Municipal, presidente da AMO-SIM Luiz Carlos Romão Arruda, funcionários da entidade e representantes da Loja Said Francis, foram esclarecidos boatos sobre a "Zona Azul Digital" e o trabalho da entidade em todo o processo.

Nesta reunião ficou acordado que a entidade participará com membros em uma Comissão que será formada pela Prefeitura de Ourinhos para elaboração do projeto "Zona Azul Digital", que visa modernizar e organizar a região central da cidade em relação ao trânsito e as vagas de estacionamento.
De forma gradativa será realizada a substituição dos aprendizes pelo novo sistema digital. Os jovens que atualmente trabalham na venda dos cartões de zona azul vão passar a prestar serviços na Prefeitura de Ourinhos, Secretarias Municipais, outros órgãos públicos e empresas.

O Prefeito se comprometeu e reafirmou seu apoio a AMO-SIM, sendo que a entidade não fechará, garantindo o repasse financeiro de R$ 60 mil a mais para manter os jovens trabalhando normalmente e os seus mais de 600 adolescentes estarão amparados e irão continuar a exercer suas atividades como aprendizes.

O Prefeito ouviu da entidade que ela tem intenção de continuar administrando e ele sinalizou a possibilidade da AMO-SIM participar da licitação da implantação do sistema digital, caso cumpra as exigências do edital para a concessão.

Os jovens quando na Zona Azul trabalham no período de 4 horas por dia num total de 4 dias por semana, sendo que um dia permanecem na entidade para realizar o curso teórico profissionalizante autorizado pelo Ministério do Trabalho e Emprego, são registrados em carteira profissional com férias, 13° salário e todos os direitos trabalhistas previstos em lei, com o custo para a entidade em torno de R$ 60 mil ao mês. Em dias de chuva são recolhidos a entidade visando sua proteção conforme estabelecido em alvará da MM. Juíza da Infância da Juventude, a qual autoriza a permanência desses adolescentes na área central.

Próxima
« Prev Post
Anterior
Next Post »