Destaque da semana: Caio Lima acompanha recape e participa de encerramento de projeto com crianças


A nota positiva do Jornal do Povo deste sábado (05) vai para o vereador Caio Lima (PSC). O parlamentar teve agenda cheia esta semana, ele acompanhou obra de recapeamento asfáltico no Jardim Matilde e participou do encerramento do Projeto da Rede de Proteção às Crianças e Adolescentes com Deficiência. Confira os detalhes:




Caio Lima acompanha obra de recape no Jardim Matilde
 

Parlamentar solicitou a melhoria que era muito aguardada pelos moradores

Durante essa semana, o vereador Caio Lima (PSC) fez questão de acompanhar a obra de recape asfáltico que a Prefeitura está realizando nas ruas do Jardim Matilde. Desde o início de seu trabalho no Legislativo, o parlamentar estava solicitando a melhoria.

“Infelizmente, há anos o Jardim Matilde estava esquecido. Uma das grandes reivindicações dos moradores era o recape e como sempre estive presente no bairro, passei a solicitar a obra desde o início do mandato”, contou.

Caio agradeceu o empenho do Prefeito Lucas Pocay e ressaltou que as ruas do bairro inteiro serão beneficiadas. “Não é um trabalho paliativo, praticamente todas as ruas serão recuperadas com recape ou reperfilamento. Nós vereadores representamos a população e temos que agradecer quando a Prefeitura se sensibiliza e atende nossos pedidos. O Prefeito Lucas Pocay sempre teve muito carinho com o Jardim Matilde e tenho certeza que a qualidade de vida dos moradores vai melhorar muito com essa obra”.

Outra questão levantada pelo vereador é em relação a qualidade do serviço. “A Prefeitura zela pelos recursos públicos, está fazendo ações de recape com muita qualidade em toda a cidade e no Jardim Matilde não é diferente. As ruas ficarão recuperadas e os transtornos com buracos vão acabar”, finalizou.



O vereador Caio Lima participou do evento de encerramento do projeto da Rede de Proteção às Crianças e Adolescentes com Deficiência


O vereador Caio Lima (PSC) participou na quinta-feira, 03, no Plenário da Câmara, do evento que encerrou as atividades do Projeto desenvolvido em Ourinhos da Rede de Proteção às Crianças e Adolescentes com Deficiência.

Segundo o parlamentar, algumas ações ficaram definidas, como a criação de uma residência inclusiva, que seria um local para atendimento. “Hoje a APAE não consegue dar conta da demanda, principalmente dos deficientes com idade mais avançada, sem contar que a instituição não pode atender todas as deficiências. Também foi definido uma linha de trabalho voltada ao cuidador, que é sempre quem tem mais contado com o deficiente, pois precisa de ações especiais e também foi proposta a criação da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência”, contou.

O projeto proporcionou inúmeros encontros nos últimos meses. Foi desenvolvido pela APAE São Paulo e contou com o apoio do CONDECA (Conselho Estadual dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes) e do Governo do Estado de São Paulo. O principal objetivo era fomentar o debate e a articulação da rede de proteção do município na prevenção à violência contra as pessoas com deficiência.

“A rede de proteção é formada pelas áreas de atendimento da saúde, educação, assistência social e justiça do município. Ourinhos foi uma das 12 cidades do Estado escolhidas para participar desse programa. Foi muito importante porque vários segmentos estiveram reunidos, como o Poder Judiciário, por meio da Vara da Infância e Juventude, com a presença da Dra. Renata Ferreira dos Santos Carvalho, a Polícia Militar, com a Comandante Tenente-Coronel Cenize Araujo Calazans, Prefeitura e Poder Legislativo”, disse o vereador.

Caio ressaltou que participou de várias reuniões e que o Presidente da Câmara Alexandre Dauage “Alexandre Zoio” foi um grande apoiador. “Gostaria de parabenizar a APAE SP e a APAE de Ourinhos pela iniciativa e também nosso Presidente Alexandre, que abriu as portas do Poder Legislativo para a realização dos eventos”.

Por fim, o vereador ressaltou que as ações devem ser integradas, não esquecendo também da questão da acessibilidade. “É importante deixar claro que a questão da acessibilidade não é um limite individual, mas sim as barreiras encontradas no dia a dia. Acredito também que a criação da Secretaria Municipal seria um marco para Ourinhos, são poucas as cidades que têm uma pasta dedicada à àrea, assim o desenvolvimento das políticas públicas seria ainda mais concreto”.
Próxima
« Prev Post
Anterior
Next Post »