Comércio ilegal de carvão em Salto Grande utilizava madeira nativa


Neste domingo, 30 de julho, policiais militares do 2º Batalhão de Polícia Militar Ambiental, destacados na Base Operacional do município de Ourinhos, em atendimento de denúncia pelo bairro Vila dos Pescadores na cidade de Salto Grande, constataram um comércio ilegal de carvão com utilização de madeira nativa, como Angico Branco e Copaíba, sendo apreendido, na ocasião, 30 kg de carvão.

Diante dos fatos, os policias militares ambientais lavraram o Auto de Infração Ambiental, de advertência, por transformar madeira nativa em carvão, sem licença, infringindo o disposto no artigo 47 da Resolução SMA 48/14.

O infrator responderá pelo Crime Ambiental previsto nos artigos 45 c/c 60 da Lei Federal 9605/98.

A Polícia Militar Ambiental orienta que as denúncias sejam feitas através dos telefones 0800-0555-190, 181 (Disque Denúncia), EMERGÊNCIA 190, ou ainda diretamente às unidades da Polícia Militar Ambiental pelos telefones: (14) 3433.7199 – Marília; (14) 3496.5884 – Tupã; (18) 3323.5111 – Assis; (14) 3322.3077 – Ourinhos.







Próxima
« Prev Post
Anterior
Next Post »