Capitão Augusto se posiciona contra aumento no imposto de renda

Deputado Federal criticou a possibilidade de mais um aumento de imposto no país. FOTO: JPOVO

O colunista Josias de Souza destacou em sem blog (https://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br) na terça-feira, 8 de agosto, a possibilidade de aumento no imposto de renda sinalizada esta semana pelo ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. "Alguma coisa subiu à cabeça da banda malvada da equipe de Henrique Meirelles. Diante do risco de revisão da meta fiscal de 2017, essa ala do Ministério da Fazenda manuseia propostas para elevar a arrecadação do Tesouro. Uma das ideias é criar nova alíquota de Imposto de Renda para os brasileiros abonados. Hoje, a tarifa mais alta cobrada das pessoas físicas é de 27,5%. A nova faixa iria a 35%. Aprovada neste ano, reforçaria os cofres de 2018. Michel Temer deveria pedir a Meirelles para segurar a ala carrasca da Fazenda. Se a proposta chegar ao Congresso, a popularidade do presidente da República, hoje na casa dos 5%, rente ao chão, desceria ao subsolo. Melhor evitar. Numa hora dessas, não convém cutucar a plateia com o pé para saber se ela ainda morde", pontuou.

O deputado federal ourinhense Capitão Augusto Rosa (PR), único na região a votar NÃO para o arquivamento na Câmara Federal do processo que investiga o presidente Michel Temer (PMDB) por suposto crime de corrupção, também não deixou barato. Em perfil no facebook o parlamentar mostrou toda a sua indignação com a possibilidade de aumento no imposto de renda. "Só faltava essa, o país com  maior taxa de impostos o mundo querendo aumentar mais ainda. Pensar que Tiradentes, revoltado com a derrama imposta por Portugal, fez a inconfidência mineira, uma revolução porque queriam cobrar 20% de impostos! Quem dera fosse hoje", declarou.
Próxima
« Prev Post
Anterior
Next Post »