Casos de dengue caem 97% em Ourinhos


Levantamento feito pela Secretaria Municipal da Saúde apontou redução de 97% nos casos de dengue na cidade em relação ao mesmo período do ano passado. Nos quatro primeiros meses de 2016, o município havia notificado 97 resultados positivos contra apenas dois no mesmo período deste ano. O resultado, segundo Alexandre Luz Campos, gerente do Núcleo de Vetores, é bem mais positiva do que a média de diminuição de casos registrada no Estado, de 66%.

“O motivo é o intenso trabalho de limpeza e ações determinadas pelo Prefeito Lucas Pocay, que vêm sendo executadas desde o início do ano em parceria com as secretarias de Infraestrutura e Desenvolvimento Urbano, Meio Ambiente e de Saúde”, revela Campos.

Campanha Publicitaria de conscientização dos riscos da dengue desenvolvida pela Secretaria Municipal de Comunicação também colaboraram para o bom resultado. “Atendendo a uma determinação do prefeito Lucas Pocay realizamos uma ampla campanha através dos veículos de comunicação, afim de mostrar para a população os risco da dengue e como eliminar os criadouros do mosquito Aedes aegypti, a ação foi um sucesso”, destacou o Secretário de Comunicação, Felipe Chamorro.

Outra iniciativa importante que contribuiu para o resultado positivo, foram as ações do Projeto “Cidade Viva” que de forma constante executa a limpeza e manutenção de áreas públicas, recolhendo lixo, desentupindo bocas de lobo e eliminando criadouros do mosquito Aedes aegypti em toda a cidade. Além disso, proprietários de terrenos baldios também foram comunicados para que façam a limpeza de suas propriedades. Um mutirão de limpeza visitou todas as escolas municipais e postos de saúde.

O último mutirão ocorreu entre os dias 09 e 11 de maio no Jardim Guaporé. Ao todo, 25 caminhões carregados com galhadas, entulhos e materiais inservíveis foram retirados de terrenos baldios.

Campos ressalta que os trabalhos de combate à dengue foram incrementado pela contratação de 17 novos Agentes de Combate a Endemias totalizando 39 servidores, para a visita a residências e orientação sobre a eliminação de criadouros do mosquito que transmite a dengue, zika vírus e a febre chikungunya.
Próxima
« Prev Post
Anterior
Next Post »