Justiça Federal determina retirada do pedágio entre Ourinhos e Jacarezinho

Share:


A Justiça Federal do Paraná determinou a retirada do pedágio entre Ourinhos e Jacarezinho, localizado na ponte Mello Peixoto na BR 153, divisa entre os Estados de São Paulo e Paraná. O pedágio, mantido pela concessionária Triunfo Econorte, cobra uma das tarifas mais caras do Brasil. Para uma viagem entre Ourinhos e Jacarezinho, onde o trecho é praticamente todo em pista simples, um veículo de passeio paga cerca de R$ 20.

A informação foi veiculada neste domingo, 29 de janeiro, pelo deputado federal ourinhense Capitão Augusto Rosa através das redes sociais. Na nota, além da decisão, o deputado destaca a batalha travada na justiça contra a instalação da praça de pedágio no local.




"GRANDE NOTICIA!
ESTÁ PRESTES A CAIR O PEDAGIO DA BR 153, DIVISA DOS ESTADOS DE SÃO PAULO E PARANÁ.
DEPOIS DE MUITA LUTA, A JUSTIÇA FEDERAL DO PARANÁ DETERMINA A RETIRADA DA PRAÇA DE PEDAGIO DA PONTE MELLO PEIXOTO ( BR 153), ISSO INVIABILIZARA A MANUTENÇÃO DESSE VERDADEIRO BLOQUEIO ILEGAL INSTALADO NA DIVISA DO ESTADO", destacou a nota.





A Justiça Federal do Paraná determinou a retirada do pedágio entre Ourinhos e Jacarezinho, localizado na ponte Mello Peixoto na BR 153, divisa entre os Estados de São Paulo e Paraná. O pedágio, mantido pela concessionária Triunfo Econorte, cobra uma das tarifas mais caras do Brasil. Para uma viagem entre Ourinhos e Jacarezinho, onde o trecho é praticamente todo em pista simples, um veículo de passeio paga cerca de R$ 20.

A informação foi veiculada neste domingo, 29 de janeiro, pelo deputado federal ourinhense Capitão Augusto Rosa através das redes sociais. Na nota, além da decisão, o deputado destaca a batalha travada na justiça contra a instalação da praça de pedágio no local.

"GRANDE NOTICIA!
ESTÁ PRESTES A CAIR O PEDAGIO DA BR 153, DIVISA DOS ESTADOS DE SÃO PAULO E PARANÁ.
DEPOIS DE MUITA LUTA, A JUSTIÇA FEDERAL DO PARANÁ DETERMINA A RETIRADA DA PRAÇA DE PEDAGIO DA PONTE MELLO PEIXOTO ( BR 153), ISSO INVIABILIZARA A MANUTENÇÃO DESSE VERDADEIRO BLOQUEIO ILEGAL INSTALADO NA DIVISA DO ESTADO", destacou a nota.