Empresa de parceiro do vereador Zóio poderá acarretar prejuízos de mais de 1 milhão para a Prefeitura

Alexandre Araújo Dauage "Zoio"
Ao que parece uma empreitada empresarial frustrada do Vereador Alexandre Araújo Dauage "Zóio" (PRB) e seu parceiro José Adilson Borges – ME poderá acarretar prejuízos superiores a R$ 1.000.000,00 (UM MILHÃO DE REAIS) aos cofres da Prefeitura Municipal. A problemática iniciou-se com a participação da empresa José Adilson Borges – ME no Pregão Presencial nº 46/2014, quando a empresa venceu a licitação oferecendo um valor praticamente inexequível, ou seja, que não possibilitaria ser cumprido, mas mesmo assim fontes informaram que Zóio e o representante da empresa insistiram na celebração do contrato, talvez imaginando uma saída política para dar sustentabilidade ao negócio.

Segundo informações tão logo assinado o contrato, o vereador e o representante da empresa imediatamente requereram realinhamento de preços com o claro intuito de viabilizar o contrato e gerar lucro aos parceiros. Informações de agentes e servidores públicos dão conta que o vereador constantemente procurava o Gabinete pessoalmente para cobrar o pagamento de faturas, os realinhamentos e medições no desejo de manter o contrato. Contudo, a irresponsabilidade empresarial e o descumprimento das determinações da Prefeitura levaram ao encerramento do contrato e sua não prorrogação.

Ante este quadro e sem caixa para saldar as rescisões dos contratos de trabalho, a empresa José Adilson Borges – ME não pagou os salários e verbas rescisórias de quase 100 funcionários, deixando de efetuar os recolhimentos de INSS e FGTS. O prejuízo aos funcionários, segundo informações da Prefeitura é injustificável, uma vez que a empresa recebeu todas as medições. O resultado foi uma verdadeira enxurrada de Reclamações Trabalhistas contra a empresa José Adilson Borges Serviços - ME e também contra a Prefeitura que poderá responder subsidiariamente e arcar com gastos superiores a R$ 1.000.000,00 (UM MILHÃO DE REAIS), prejuízo este que poderá ser ainda maior, já que pagou pelos serviços e estes valores não foram revertidos para os funcionários da empresa.

A Prefeitura Municipal por meio de seu Gabinete informou que já existe Sindicância Administrativa em trâmite para apurar os atos da contratada José Adilson Borges Serviços – ME, bem como adotará as medidas judiciais necessárias contra a empresa caso arque com alguma despesa. Triste é saber que o prejuízo pode ficar definitivamente com a Prefeitura, uma vez que a empresa José Adilson Borges Serviços – ME não possui patrimônio para responder pela dívida. Já o Vereador Zóio poderá sair ileso desta catastrófica aventura empresarial.


O espaço está aberto para os citados se manifestarem.

Próxima
« Prev Post
Anterior
Next Post »