Pré-candidatos a prefeito de Ourinhos estão de fora da lista de inelegíveis do TCU


Pré-candidatos a prefeito de Ourinhos: Toshio Misato, Robson Sanches e Lucas Pocay

O Tribunal de Contas da União (TCU) enviou nesta quinta-feira (09) ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) uma lista com 6.738 nomes de pessoas que, ao gerirem recursos públicos federais nos últimos oito anos, tiveram as contas julgadas irregulares e podem ser condenados pela Corte Eleitoral à inelegibilidade.

As contas podem ser reprovadas pelo TCU por mera omissão na prestação de contas, em que não há necessariamente um dano ao erário, ou por casos mais graves, como corrupção e gestão ilegal dos bens públicos. Envolvem pessoas com ou sem cargo público que administraram recursos de vários tipos, como os destinados a bolsas de estudo ou até para realização de obras federais.

A sanção de torná-las inelegíveis tem como base a Lei da Inelegibilidade. A regra prega que são inelegíveis as pessoas que tiverem as contas rejeitadas por irregularidades insanáveis e que tenham cometido ato de improbidade administrativa no exercício de cargo ou função pública.


Os já anunciados pré-candidatos a prefeito de Ourinhos: Toshio Misato (PSDB), Robson Sanches (PRTB) e Lucas Pocay (PSD) não figuram na lista. Acesse a lista completa clicando aqui.