CREAS Ourinhos conta com estratégias para a superação de violações dos direitos da pessoa idosa


No dia 15 de junho foi celebrado o Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, data instituída em 2006, pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa com o intuito de criar uma consciência mundial, social e política da existência da violência contra a pessoa idosa, e, simultaneamente, disseminar a ideia de não a aceitar como normal.
 

Como parte desta luta, a Prefeitura de Ourinhos, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, através do CREAS – Centro de Referência Especializado de Assistência Social estabelece estratégias para a superação de violações de direitos contra a pessoa idosa, dentre elas a execução do PDI – Serviço de Proteção Especial ao Deficiente e Idoso, organizando articulações conjuntas com o Conselho Municipal do Idoso, Promotoria de Defesa ao Idoso, OAB/Ourinhos, Delegacia da Mulher e os quatro Centros de Referência em Assistência Social, por meio de estratégias de atendimentos e acompanhamentos de forma integral ao idoso e sua família.
 

Para que o atendimento e o acompanhamento integral possa ser estabelecido é necessária a verificação de denúncias, atendimentos pontuais de orientações ou acompanhamento de casos até o desligamento. Daí a importância e necessidade da população denunciar diretamente aos CRASs, CREAS e DDM casos suspeitos de violência contra a pessoa idosa e de violação dos seus direitos.
 

Outra forma de se denunciar é através do DISQUE 100, da Secretaria Nacional de Direitos Humanos da República, que é destinado a receber damanda relativa a violações de direitos e que preserva o anonimato do denunciante.

Procedimentos realizados após as denúncias

Assim que as denúncias chegam ao CREAS, são realizadas visitas domiciliares para analisar o contexto socioterritorial que foi apresentado e as possíveis situações de potencialidades de superações das violações de direitos. 


Caracterizado de fato situação de violações de direitos contra a pessoa idosa, é realizado orientação direta a família sobre os direitos dos idosos estabelecidos na Constituição Federal, Estatuto do Idoso e na Política Nacional do Idoso, no sentido de iniciar um processo de visualizar juntamente com a família possibilidades de superações as situações de violência, estabelecendo em conjunto estratégias de superação. Em conjunto com essas medidas, articula-se com os demais serviços da rede através de referência e contrarreferência e monitoramento juntamente com as famílias ou na ausência de familiares parte-se para a rede de apoio a este idoso, que geralmente são amigos, vizinhos entre outros da comunidade local.
 

O processo de atendimento e acompanhamento de casos, realizado pelas equipes do CREAS e CRAS buscam reestabelecer formas de diálogos entre os familiares e rede de apoio ao idoso, os serviços socioassistenciais e demais políticas intersetoriais e judiciário a fim de propiciar um envelhecimento sadio e ativo das pessoas e famílias como um todo rompendo com o ciclo de violações de direitos.
 

Fundado em 2005, o CREAS é uma unidade pública estatal de proteção social especial de média complexidade de caráter continuado e está localizado na Rua  Rua Euclides da Cunha, nº 1.147.
Próxima
« Prev Post
Anterior
Next Post »