Alunos de três TGs realizam atividade de campo em Ourinhos


Atiradores participantes do Curso de Formação de Cabos (CFC) dos Tiros de Guerra de Ourinhos, Assis e Paraguaçu Paulista realizaram nos dias 25 e 26, atividades de campo, conforme calendário de instruções, determinado pela Seção de Tiros de Guerra da 2ª Região Militar em São Paulo. No total, participaram da atividade cerca de 70 jovens, sendo 32 de Ourinhos.
 

Os atiradores, comandados pelos Chefes da Instrução de Ourinhos,Subtenente Silvio Araujo Lima; de Assis, Subtenente Clóvis Madero, e o Subtenente Flávio Vicente Pereira, de Paraguaçu Paulista; Instrutores de Ourinhos, 1º Sargento Allinson Oliveira de Vasconcelos; de Assis e 1º Sargento Álvaro José Moreira Iglessias, saíram do TG por volta de 08h00 de sábado, dia 25, numa marcha de cerca de 12 km, até a Fazenda Santa Lúcia,  onde colocaram em prática o que aprenderam em sala de aula ao longo do presente ano de instrução, retornando por volta de 10h00 de domingo, dia 26.
 

Entre as atividades desenvolvidas, Subtenente Silvio Araujo destaca a prática das instruções de camuflagem individual, Técnicas Especiais (Utilização do Terreno), pista de orientação diurna, mensageiro, Acuidade visual, primeiros socorros, confecção de abrigos e coberturas e improvisação com auxílio de materiais encontrados na natureza. Neste campo, explica o Chefe da Instrução, os monitores, que fazem o CFC, se preparam para auxiliar os instrutores no campo dos atiradores, quando mais de 80 jovens realizarão o acampamento, e que deverá ser realizado nos próximos dias 8 e 9.
 

Sargento Allinson diz que a atividade no campo, ao lado da Instrução de Tiro, é uma das mais aguardadas pelos atiradores. Outro importante aprendizado, afirma, é em relação ao racionamento de víveres e de água, já que eles só podem levar o que conseguirem carregar. “água, no meio do mato, tem de ser racionada. Caso não racionem e não utilizem com parcimônia o que levam, podem passar sede”.
 

A atividade, unindo os três Tiros de Guerra, foi especialmente proveitosa, pois além de os jovens colocarem em prática o que aprendem nas instruções teóricas, tiveram a oportunidade de interagir com os colegas de outros TG e trocar experiências.
 

Subtenente Silvio Araujo faz um agradecimento especial à Prefeitura, que, além da ambulância, forneceu veículo para transporte do material utilizado na atividade de refeição e lanche para os atiradores, e aos proprietários e funcionários das Fazendas Reunidas Santa Lúcia, que mais uma vez sediou a atividade. “Com o apoio que sempre recebemos, não só da Prefeitura, como de outras organizações do município, temos conseguido levar a termo, com sucesso, todas as atividades necessárias à formação dos nossos soldados de 2ª classe do Exército Brasileiro”.O Chefe da Instrução agradece também os senhores José Carlos Leonel, Alessandra Cristina Carvalho e Rosemeire Oliveira Leite, pais de atiradores, que prepararam o alimento consumido pelos jovens no acampamento.
Próxima
« Prev Post
Anterior
Next Post »