Secretaria Municipal de Saúde realizará ações de conscientização ao Dia Nacional da Luta Antimanicomial

 
Para celebrar o Movimento da Luta Antimanicomial, instituído no dia 18 de maio, a Prefeitura de Ourinhos, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, através do Ambulatório de Saúde Mental, CAPS II (Centro de Atenção Psicossocial) e Serviços de Residências Terapêuticas, realizará uma série de ações de conscientização e atividades com os usuários da saúde mental.
 

Amanhã, terça-feira acontecerá uma tarde de lazer na sede da AFOEL (Associação Forense de Esporte e Lazer) voltada aos usuários do CAPS e das residências terapêuticas de Ourinhos e também de Chavantes, com direito a show de prêmios aos participantes.
 

Na quarta-feira, 18, as atividades estarão concentradas na Praça Mello Peixoto, com a chegada da passeata que sairá do CAPS às 8h15. Às 9h acontecerá a abertura do encontro com as presenças do secretário municipal de Saúde André Mello e da secretária de Assistência Social Maria Aparecida Finotti Oliveira “Cidinha”.
 

Às 9h30 está marcado para acontecer uma dança circular e às 9h45 a apresentação de corais do CAPS Ourinhos e Chavantes e alunos das FIO. Em seguida haverá ainda uma explanação de alunos do curso de Direito da Faculdade Estácio de Sá sobre os 15 anos da Lei 10.216. durante todo o período da manhã serão realizadas oficinas, panfletagem e mostra de trabalhos.
 

No período noturno, às 19h30 acontece nas FIO a apresentação do coral de alunos do curso de Psicologia . Às 20h a Mesa Redonda com o tema: Saúde Mental e Direito Humanos, apresentado pela Profa Dra Cristina Amélia Luzio.

Sobre a Luta Antimanicomial

O Dia Nacional da Luta Antimanicomial foi instituído em 1987 quando ocorreu em Bauru o II Congresso Nacional dos Trabalhadores da Saúde Mental.
 

A data tem como objetivo simbolizar a luta pelo fechamento dos manicômios, pela ampliação e fortalecimento dos serviços públicos que atendem as pessoas com sofrimento psíquico intenso e suas famílias por inclusão social.
 

A data é caracterizada pelo grande movimento que teve início na década de 80, com o objetivo de promover o tratamento digno a pessoas com sofrimento mental, oferecendo o direito a liberdade e a convivência social.
 

O Conselho Federal de Psicologia defende a Política Nacional de Saúde Mental amparada pela Lei nº 10.216 que garante o acesso aos usuários com transtornos mentais aos serviços disponíveis na rede pública de saúde mental. A Lei foi sancionada em 2001 e esse ano comemora 15 anos. Assim, o dia 18 de maio, dia Nacional da Luta Antimanicomial além de uma data comemorativa é também um dia para discussões a respeito das possibilidades de ações de cuidado para essa população em serviços comunitários para a garantia dos avanços conquistados pelo movimento da Luta Antimanicomial nas últimas décadas.
Próxima
« Prev Post
Anterior
Next Post »