Pesquisador acha caro e diz que não vai autorizar venda da fosfoetanolamina por R$ 6

O pesquisador Gilberto Chierice, desenvolvedor da fosfoetanolamina sintética


O pesquisador e um dos donos da patente da fosfoetanolamina sintética, Gilberto Chierice, informou nesta segunda-feira (9) que considerou alto demais o preço de R$ 6 por cápsula estabelecido pela Justiça de Cravinhos e, por isso, não vai autorizar a comercialização nesse momento.

Um laboratório da cidade, que está produzindo a substância para testes, está recebendo liminares de pacientes com câncer para o fornecimento. Chierice não deu um prazo de quando a liberação para venda deve acontecer.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) diz que o valor deve ser decidido junto com a Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos.