Governo federal diminui gastos transformando a internet na 2ª captação de verbas publicitárias


Jornais, TV's e revistas foram os que mais sofreram cortes

Governo federal reconhece a supremacia da internet na comunicação e reformula a destinação das suas verbas publicitárias, economizando com isso nada menos que 592 milhões de reais, no gasto do governo com propagandas em 2015, reduzindo 24% com relação a 2014 e, claro, com previsão de reduzir mais ainda com relação a 2015 agora neste ano de 2016.

Os meios de comunicação que mais sofreram com os cortes foram TV’s, jornais e revistas, somente a internet não sofrendo cortes e se tornando o segundo veículo que mais recebe verbas publicitárias do governo federal.

A história já apontava essa radical reviravolta na comunicação, pois há anos os jornais e revistas vêem definhando a passos largos, sem miséria, e o mesmo acontecendo com as TV’s, que em menor escala que os jornais e revistas, mas ainda assim de forma significativa, percebendo-se o declínio gradativo nas programações.

Quem sofreu, e muito, também, foram as rádios, em especial a AM, que tem sua programação transferida para as FM e tornando-se, a cada dia, menos ouvida com a ascensão dos novos aparelhos eletrônicos, que armazenam milhares de músicas em minúsculos objetos, não precisam de enormes antenas e uma estrutura sem igual para poderem produzir suas programações, o que também exige um número grande de pessoas para seu funcionamento, mas ainda assim persistem, com menor intensidade e abaixo da audiência da internet.

É a modernidade, novos tempos, profissionais, cientistas e inventores criam e recriam todo tipo de objeto, a cada dia mais sofisticado, mostrando que para a inteligência humana não existem limites e o bom senso aponta sempre para o mais prático, confortável, econômico, inteligente e competente meio de comunicação para que a população esteja o melhor informada possível, em especial nos anos eleitorais, onde a necessidade no comércio e nas eleições se resolve apoiada no marketing rápido e seguro, que chegue em todos os locais, por mais longe que seja, de forma limpa, com fotos, vídeos e textos versáteis e rápidos, instantâneos não fossem as edições, práticos e perfeitos, ao sabor das necessidades de cada um.
Próxima
« Prev Post
Anterior
Next Post »