Empreendedorismo: Ourinhos possui incubadora de empresas na área de tecnologia

Prefeita Belkis viabilizou a incubadora em convênio com o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior
   
A Prefeitura de Ourinhos, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico mantém um projeto de incubadora de empresas com o objetivo de promover a criação e o desenvolvimento de pequenas empresas ou microempresas, apoiando-as nas primeiras etapas de suas vidas.

A prefeita Belkis Fernandes, considerando o potencial de Ourinhos na área de tecnologia da informação e potencializando cursos de nível técnico e superior, como da Fatec, viabilizou e implantou incubadora de empresas na área, já no primeiro ano de seu mandato, em 2013.

“A implantação da incubadora se deu através de convênio com o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, o qual foi articulado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e que está em pleno funcionamento em estrutura da prefeitura no Distrito Industrial de Micro e Pequenas Empresas Luiz Henrique Fernandes (Kiko), na Vila São Luiz”, explicou a prefeita.

Após processo licitatório, as empresas Central Networks e Tecnologia Ltda – EPP e Chagas & Hungaro Automação Industrial - ME, foram incubadas e estão em pleno funcionamento e já geram empregos.

O Secretário de Desenvolvimento Econômico, José Claudinei Messias, destacou que Ourinhos já está sedimentada como polo industrial, comercial, nas áreas de serviços, em especial de referência médica.    

“Com esta ação também estamos trabalhando para que se torne um polo tecnológico, aproveitando os cursos tanto em nível técnico como superior das instituições de ensino que temos no município, gerando mais vagas no mercado de trabalho e mantendo os profissionais do ramo em nosso município”, ressaltou Messias.

De acordo com o Secretário de Desenvolvimento Econômico, as empresas incubadas têm acompanhamento da administração municipal e também orientações do Sebrae, que apóia desde o início e contando também com apoio da AIOR - Associação das Indústrias de Ourinhos e Região, ACE – Associação Comercial e Empresarial de Ourinhos e FIESP.

As empresas

De acordo com o Sócio Diretor da Central Networks e Tecnologia Ltda – EPP , “Junior” a Incubadora também acelerou o processo de homologação na ANATEL para a empresa que permite a atuação como provedor de internet como via rádio como fibra ótica. “Destaco também que antes da incubadora era difícil de conseguir créditos para investimentos. Além disto, a consultoria do Sebrae ajuda no crescimento, na administração do dinheiro para crescimento, e orienta sobre os investimentos corretos”, contou.

A Projeção da empresa é ter de 500 a 600 clientes até o final do ano em Ourinhos. Além disto, a Central Network já começou a gerar empregos e tem uma expectativa de abrir mais vagas de trabalho, assim que tiver a ampliação de alguns projetos, como por exemplo, o monitoramento na área de segurança pública.

Outra empresa incubada, a ADTEC do ramo de automação Industrial teve uma nova perspectiva no mercado a partir do aporte da incubadora. De acordo com seu sócio-proprietário, Andrey Antônio Chagas, o apoio da incubadora foi crucial para investimentos em inovações e implantação de novos projetos. 

“A incubadora auxiliou nos investimentos, administração. Anteriormente, a perspectiva de crescimento era menor. Após a empresa ser incubada passamos a ter uma perspectiva melhor, mesmo num momento ruim do mercado”, concluiu.

Próxima
« Prev Post
Anterior
Next Post »