Bomba submersa garante abastecimento de água em Ourinhos mesmo com cheia do rio Pardo, assista na TV Massiva

Ao fundo o local de monitoramento da bomba submersa

Há mais de uma semana o rio Pardo excedeu em cerca de 6 metros o seu nível de água e invadiu parte das dependências da ETA (Estação de Tratamento de Água), localizada na Vila Brasil, sendo necessário o desligamento preventivo de algumas bombas de captação de água instaladas no local.

Contudo, graças ao investimento realizado pela SAE (Superintendência de Água e Esgoto), que adquiriu duas bombas de captação de água (uma em funcionamento e outra reserva) que funcionam submersas e construiu toda uma estrutura que envolve 600 m de adutora e uma torre de chegada da água bruta, Ourinhos, ao contrário de muitas cidades da região, não sofre com a falta de água devido as cheias dos rios.

A TV Massiva esteve na ETA (Estação de Tratamento de Água) da Vila Brasil para mostrar o trabalho dos funcionários da SAE para manter o abastecimento de água na cidade neste período crítico.

Mesmo com parte do local tomado pelas águas do rio Pardo, a equipe comandada pelo superintendente Haroldo trabalha ininterruptamente (escala de plantão) para garantir que chegue água nas torneiras da população ourinhense.

Confira a reportagem completa a partir desta segunda-feira, 18/1, durante a programação da TV Massiva nos sites associados (reporternarua.com.br, jornaltabloide.com, reporterourinhos.com.br, portalourinhos.com e jpovo.com.br).

Painel de controle da bomba submersa

Torre de chegada de água bruta

 Régua de medição do consumo de água no município


Próxima
« Prev Post
Anterior
Next Post »