Mais de 200 adolescentes de Ourinhos são atendidos pelo NASA


Tainá Cristina da Silva Gomes é uma das participantes do programa
Uma extensão do Programa Saúde do Adolescente do Estado de São Paulo, coordenado pela Drª Albertina Takiuti, o NASA (Núcleo de Atenção à Saúde do Adolescente) atende em Ourinhos mais de 200 adolescentes com idade entre 10 e 20 anos e que muitas vezes carecem de informações voltadas à sexualidade, prevenção de doenças, entre outros assuntos que lhe dizem respeito.

Joyce V. Ferreira
Para receber esses adolescentes, que muitas vezes procuram o Núcleo por vontade própria, existe uma equipe preparada para fazer o acolhimento, como explica a enfermeira do Programa Joyce Vanessa Ferreira. “Nós realizamos um acolhimento mediante a demanda desses adolescentes que nos procuram e iniciamos o atendimento, que pode ser tanto clínico quanto ginecológico.

Trabalhamos também com grupos de adolescentes gestantes que nos procuram para fazermos orientações. É um trabalho voltado para que esse grupo crie uma responsabilidade e para que haja uma prevenção da gravidez indesejada e até mesmo de uma segunda gravidez naqueles casos em que a adolescente já chega grávida”.

Juliana Helena Faria - Psicóloga do NASA
Após o acolhimento, o adolescente é encaminhado para a Psicóloga do Núcleo que faz uma avaliação individual com cada um e monta grupos de discussão.
 “Depois que o acolhimento é feito, conhecemos os motivos do encaminhamento e se for o caso de detectar um atendimento psicológico, daí a adolescente fica comigo. Faço um período de avaliação individual e monto grupos de acordo com a faixa etária de cada um. Os grupos que são formados para discutir orientações e prevenção em relação à gravidez na adolescência, doenças sexualmente transmissíveis. Esses grupos acontecem quinzenalmente e conta com a presença do ginecologista Dr. Fernando Perez”, explicou a psicóloga do NASA Juliana Helena Faria.

Drª Nayadis F. Leyva - Médica Clínico Geral
A médica Clínico Geral Drª Nayadis Fernandez Leyva relata o seu trabalho com os adolescentes. “Meu trabalho é como Clínico Geral. Temos o atendimento da parte psicológica do adolescente e em seguida ele passa por mim para que eu possa realizar o atendimento necessário, como uma consulta mesmo, um exame físico, uma impressão diagnóstica, indico exames e se necessário, encaminho eles para outros especialistas”.

Para uma das participantes do Programa, Tainá Cristina da Silva Gomes, o NASA foi um aprendizado. “Participo do projeto há 4 anos e decidi procurar o NASA quando eu suspeitei da minha gravidez. Cheguei aqui, fiz o teste, deu positivo e a partir daí comecei a frequentar o Núcleo e fui encaminhada para o grupo, onde aprendi muitas coisas. O NASA é um aprendizado e por isso eu indico para todos os adolescentes que muitas vezes não recebem a orientação necessária em casa a respeito de determinados assuntos. Aqui todos nós somos muito bem tratados”.

Paula Souza
A mãe de uma das adolescentes que frequenta o Núcleo, Paula Souza comentou a razão pela qual sua filha buscou orientação junto ao NASA. “Como minha filha tem a mesma idade de quando eu engravidei dela e eu não tive orientações por parte da minha mãe na época com relação a esse assunto, procurar o NASA foi uma forma de prevenir uma gravidez indesejada e por sua vez doenças sexualmente transmissíveis. Aqui ela faz exames e recebe toda a orientação necessária, inclusive o atendimento é excelente e a forma como eles agendam os exames, consultas, é tudo muito rápido e por telefone. Estamos satisfeitas com esse acolhimento”.

Os adolescentes que tiverem interesse em procurar o Núcleo de Atenção à Saúde do Adolescente, basta se dirigir até a Rua Maria Cavezalli Mella, 95, no Jd. Matilde ou entrar em contato através do tel: 3322-6188.

Próxima
« Prev Post
Anterior
Next Post »