Prefeitura prorroga o prazo de adesão do REFIS

 Contribuintes poderão aderir ao REFIS até o dia 30 de novembro

A Prefeitura de Ourinhos, por meio da Secretaria de Planejamento e Finanças, informa que foi prorrogado para 30 de novembro o prazo para efetuar a adesão do programa REFIS.

O prazo de adesão ao programa REFIS 2015 havia se encerrado na última quarta-feira, 30 de setembro, porém como um grande volume de munícipes ainda não procuraram a Central de Atendimento Tributária junto a Unidade do Poupatempo de Ourinhos, a Prefeitura resolveu ampliar por mais 60 dias o prazo.

Ao todo foram feitos acordos para o parcelamento de R$ 8.435.942,90 de dívidas. Entretanto, ao todo o município tem  mais de R$ 100 milhões de valor inscrito em dívida ativa. 

Além disto, o Governo de Ourinhos identificou que com o  pagamento da primeira parcela do 13º salário, que deve ser feito pelas empresas em geral até o dia 30 de novembro, os munícipes terão uma remuneração extra, o que gera uma possibilidade para quitar as dívidas.

A campanha que começou em julho, ao longo dos 90 dias de duração foram firmados 1.810 acordos de parcelamentos, sendo que apenas nos últimos 3 dias da campanha foram firmados 558 acordos.

O coordenador de Administração Tributária da Prefeitura Vagner Oliveira alerta para que os contribuintes não deixem para última hora para negociar seus débitos.

“Muitos contribuintes deixam para última hora para realizar a adesão ao REFIS. Por exemplo nos últimos 3 dias de campanha foram feitos mais de 30% do total de acordos. O quanto antes o munícipe procurar o Poupatempo para quitar suas dívidas, pode evitar filas desnecessárias devido ao aumento do fluxo de procura nos últimos dias”, destacou Vagner.
   
Adesão ao Refis

Os requerimentos e adesão ao REFIS devem ser feitos exclusivamente na agência do POUPATEMPO de Ourinhos, que fica na Rua Paraná nº 514, que atende o público de segunda à sexta-feira das 08h às 17 horas e aos sábados das 08h ao meio dia.

Os interessados deverão procurar o POUPATEMPO munidos de documentos como RG, CPF e o carnê ou guia que identifique a origem de seu débito, se é de IPTU, ISS ou de algum outro tributo. Estando com sua documentação em ordem a pessoa rapidamente consegue parcelar ou quitar seus débitos, saindo com o contrato assinado e o carnê impresso com sua dívida parcelada.

Próxima
« Prev Post
Anterior
Next Post »